Sindicato é pra Lutar!

Início » Nosso Manifesto

Nosso Manifesto

Manifesto!

Chapa Sindicato é Pra Lutar! – Oposição de verdade para o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro

Jornalistas do Rio de Janeiro,

A desvalorização profissional da nossa categoria avança sem freio. O desemprego cresce, a depreciação salarial se acelera, as funções acumulam-se, assim como a sobrecarga de tarefas, o desrespeito aos direitos trabalhistas, o assédio moral e o sexual e o racismo. Enfim, as condições de trabalho objetivas e subjetivas são incompatíveis com a própria missão profissional prescrita no Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros. Somos submetidos a cada vez mais intensas pressões, em meio a novas demandas profissionais — obrigados a produzir sempre mais, em menos tempo. E tudo isso ocorre em um cenário de forte concentração de empresas nas mãos de meia dúzia de patrões.

O jornalismo mudou muito. O sindicato dos jornalistas, não. Por isso, temos de promover as mudanças de que precisamos no nosso sindicato. Só a partir delas, poderemos lutar pelos nossos direitos como categoria. Faz tempo que vivemos uma relação meramente burocrática com o sindicato. Temos de construir uma entidade forte, que nos represente de fato. Um sindicato que seja a voz da categoria, que denuncie e tome as devidas providências quando um jornalista for vítima de violações de direitos humanos, de assédio moral, de abuso patronal ou de qualquer tipo de violência por parte do Estado. Um sindicato que não fique calado diante das demissões que, por sinal, têm ocorrido em massa e com frequência.

Somos um movimento formado por jornalistas da grande imprensa, da imprensa alternativa, repórteres fotográficos, cinegrafistas, assessores de imprensa de sindicatos, conselhos profissionais, mandatos políticos, empresas, universidades. Trabalhamos em comunicação impressa, internet, rádio e TV, assim como em salas de aula e no serviço público. Representamos, portanto, a diversidade dos espaços de atuação no jornalismo contemporâneo no Rio de Janeiro. Acreditamos na necessidade de um maior diálogo entre os jornalistas que atuam nesses diferentes espaços para o fortalecimento dos nossos direitos. Defendemos a unificação das lutas de todas as categorias profissionais da área de Comunicação. E reivindicamos a obrigatoriedade da exigência do diploma para o exercício da profissão.

Lutamos por um sindicato que trabalhe com foco no tempo presente: por melhores salários, condições de trabalho, relações internas dignas, respeito ao Código de Ética, proteção contra toda forma de assédio ou preconceito… Mas lutamos por um sindicato que tenha um olhar atento, por meio de parcerias com as universidades e de um movimento de pré-sindicalização, sobre a formação dos futuros jornalistas. E que desenvolva também uma política de valorização e de garantia da qualidade de vida dos profissionais a caminho da terceira idade. Entre nossas propostas, há ainda a da garantia de amparo jurídico aos jornalistas desempregados.

Por fim, o sindicato que desejamos construir precisa ser uma entidade que olhe para além do próprio umbigo da categoria. Os jornalistas têm por dever ético, afinal, um papel social a cumprir. Defendemos um sindicato engajado na luta pelos direitos humanos e pela democratização da comunicação e da informação como bandeiras do nosso programa, como forma de fortalecer a luta por uma sociedade igualitária e democrática. Acreditamos que outro sindicato dos jornalistas é possível! Passamos anos sem nos sentir representados pela entidade. Precisamos voltar a sonhar. Precisamos acreditar na verdadeira transformação.

Afinal, Sindicato é Pra Lutar!

Presidente: Paula Maíran
Vice-presidente: Randolpho Silva de Souza
Secretário-geral: Cláudia de Abreu
1º tesoureiro: Camila Marins
2º tesoureiro: Amélia Sabino

Conselho fiscal: Daniel Fonsêca, Cecília de Moraes, Fran Ribeiro .

Delegados na Fenaj: Gizele Martins, Vivian Virissimo

Suplentes: Regina Quintanilha, Raquel Júnia, José Olyntho Contente Neto, Samuel Tosta, André Vieira

Apoiamos para a Comissão de Ética: Sylvia Moretzohn, Nilo Sérgio Gomes, Dante Gastaldoni, Sergio Caldieri e Alvaro Britto.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: